Tudo sobre arbitragem no Trading

Trading : Entendendo a arbitragem no mercado financeiro

A arbitragem é considerada um método alternativo de gerar lucro em mercados distintos através das distorções de preços dos ativos.

Quer entender melhor como funciona a arbitragem no mercado financeiro? Siga conosco e saiba tudo sobre essa estratégia de Trading.

Aviso

O Trading expõe você a riscos de perda financeira exponenciais. Essa atividade é adequada para pessoas experientes, com perfil de investidor arrojado e, preferencialmente, com recursos financeiros que suportem os riscos e compreendam o funcionamento dos produtos negociados.

Altamente especulativas e particularmente complexas, as transações em instrumentos de câmbio (FOREX) e contratos por diferença (CFD) estão associadas a um nível ainda mais elevado de risco devido à possibilidade de alavancagem das posições.

Publicados para fins educacionais, os conteúdos do NewTrading não são, em nenhum caso, um aconselhamento em investimentos nem uma incitação a comprar ou vender ativos financeiros.

Continue a leitura e veja como uma operação de arbitragem pode ser interessante aos Traders.

O que é arbitragem no Trading?

Arbitragem: definição


Arbitragem é uma técnica usada pelos Traders para lucrar com a diferença de preços dos ativos financeiros em mercados distintos. 

Em outras palavras, o Trader compra um ativo em um mercado no qual ele está desvalorizado para simultaneamente vendê-lo em outro onde o papel está valorizado. Dessa forma, o investidor ganha com a distorção de preços.

A operação de arbitragem geralmente ocorre quando os mercados são ineficientes, no qual os preços dos ativos não refletem o seu valor intrínseco ou as informações disponíveis.

Esse tipo de estratégia pode ser realizada em quase todos os mercados, como no de ações, títulos, Forex ou criptomoedas, e com diferentes classes de ativos, como contratos futuros, opções ou CFDs.

Arbitragem e a Hipótese da Eficiência de Mercado

Segundo o economista americano Eugene Fama, um mercado é considerado “eficiente” ou “perfeito” quando o preço dos ativos financeiros reflete todas as informações relevantes disponibilizadas a cada momento.

A hipótese dos mercados eficientes considera, portanto, que investidores e Traders são racionais e que processam informações de forma objetiva. Assim, seria impossível vencer o mercado.

Como a estratégia de arbitragem explora as ineficiências do mercado, muitos proponentes consideram que ela contradiz a teoria dos mercados eficientes. 

Já outros acreditam que a arbitragem pode contribuir com a eficiência do mercado. Como? Simplesmente corrigindo anomalias de preços e aumentando a liquidez.

Vale ressaltar que a teoria dos mercados eficientes não estipula que os preços estejam sempre corretos e sim que eles refletem toda a informação disponível num determinado momento.

Nesse caso, a arbitragem pode ajudar a reduzir as discrepâncias de preços, fazendo com que eles convirjam para o seu valor intrínseco ou médio.

Quais são os diferentes tipos de arbitragem no Trading?

Arbitragem pura

A arbitragem pura ou verdadeira é a forma mais clássica deste tipo de estratégia. Trata-se de comprar e vender o mesmo ativo em dois mercados distintos para aproveitar uma distorção de preço entre duas bolsas de valores ou dois intermediários financeiros.

Por exemplo, é possível que uma ação esteja listada na bolsa de valores dos Estados Unidos e na Europa e que, mesmo considerando a taxa de câmbio, o valor do papel seja diferente.

Assim, você pode comprar a ação no centro financeiro mais barato e vendê-la no lugar onde ela vale mais.

As diferenças nas cotações de moedas ou criptomoedas também podem ser observadas entre duas corretoras ou plataformas de câmbio.

O princípio é o mesmo: comprar barato e simultaneamente vender mais caro. Vale mencionar que essa abordagem pode ser aplicada a dois ativos não idênticos, mas semelhantes (ou correlacionados), como duas ações pertencentes ao mesmo setor.

Arbitragem de Fusões e Aquisições


Dedicada ao mercado de ações, esse tipo de arbitragem aproveita as disfunções de mercado que envolvem fusões e aquisições (M&A).

Em uma fusão, a empresa incorporadora deve adquirir as ações em circulação da empresa-alvo. 

Isso normalmente envolve o pagamento de um prêmio sobre o preço de mercado dessas ações no momento do anúncio e faz com que os acionistas observem o preço de suas ações aumentar. 

Contudo, esses papéis muitas vezes podem ser negociados com um pequeno desconto devido ao risco do negócio falhar.

A arbitragem de fusões e aquisições, portanto, corresponde a compra de ações da empresa-alvo com desconto para lucrar com isso quando o negócio for concluído.

Outras formas de arbitragem de fusões e aquisições podem envolver a venda a descoberto de ações da empresa-alvo se o investidor acreditar que o negócio pode não ser concretizado.

Os Traders que fazem esse tipo de Trading de arbitragem se concentram em avaliar a probabilidade do acordo de M&A ser aprovado e quanto tempo levará.

Arbitragem de títulos conversíveis

A arbitragem de títulos conversíveis visa aproveitar as ineficiências do mercado referentes à relação entre o preço de um título conversível e o preço da ação subjacente.

Um título conversível dá ao seu titular o direito de convertê-lo em ações da empresa subjacente em uma data posterior e, muitas vezes, a um preço reduzido.

Os Traders que usam a arbitragem de títulos conversíveis procuram lucrar com a diferença entre o preço de conversão do título e o preço atual das ações da empresa.

Para fazer isso, você deve abrir simultaneamente uma posição comprada no título conversível e uma posição vendida nas ações subjacentes.

Arbitragem de Volatilidade

Se o nível de volatilidade esperada e implícita de um ativo subjacente for diferente, o preço das opções será afetado. Isso pode levar a uma diferença entre o preço antecipado da opção e seu valor real no mercado.

Portanto, a arbitragem de volatilidade é uma estratégia que visa aproveitar a diferença entre a volatilidade futura do preço de um ativo, como o de uma ação, e a volatilidade implícita das opções atreladas ao ativo.

Arbitragem triangular

Embora rara, a arbitragem triangular ocorre quando há uma discrepância entre as taxas de câmbio de três moedas estrangeiras, permitindo que os Traders aproveitem as diferenças de preço.

Trata-se de um tipo de arbitragem cambial, na qual você precisa encontrar uma moeda que esteja valorizada em relação a outra e, simultaneamente, desvalorizada em relação a uma terceira moeda.

Carry Trade cambial

A estratégia de carry trade é uma forma de aproveitar a diferença entre taxas de juros no mercado de câmbio. 

Basicamente, você toma emprestado uma moeda com uma taxa de juros baixa e investe em outra cuja taxa é mais alta. O objetivo dessa estratégia é lucrar com a diferença entre as taxas de juros sem considerar a evolução do câmbio.

Exemplos de arbitragem

Suponha que as ações da empresa XYZ estejam listadas a EUR 35,70 na bolsa de valores de Paris. A empresa também está listada na bolsa de valores de Nova York em USD a 40,03 por ação.

Uma ação da empresa XYZ listada na bolsa de Paris valeria USD 39,83 com uma taxa de câmbio EUR/USD de 1,11575.

Logo, se você tem uma posição de venda na bolsa americana e uma posição de compra na bolsa de Paris simultaneamente, poderá obter lucro.

Neste caso, ele seria de US$0,20 ou EUR0,17925 por ação, considerando a diferença de preço entre as ações listadas na Europa e nos Estados Unidos.

Veja outro exemplo de arbitragem financeira “geral” envolvendo dois ativos semelhantes, mas diferentes.

Imagine que as ações da Pepsi estão desvalorizadas e da Coca-Cola estão valorizadas. Nesse caso, você deveria montar uma posição comprada de Pepsi e outra vendida ou vendida a descoberto de Coca-Cola para aproveitar essa diferença e gerar lucro.

Vantagens e limites da técnica de arbitragem no mercado de ações

Por que fazer arbitragem no Trading?

Aqui estão as vantagens de usar a arbitragem no Trading:

  • Aproveitar as distorções de preços para obter e maximizar os lucros;
  • Reduzir o risco de mercado usando arbitragem pura em ativos idênticos por meio de negociações de curto prazo;
  • Possibilidade de operar alavancado para aumentar o potencial de ganhos e desfrutar de uma melhor execução;
  • Usar estratégias de Trading automatizadas para aproveitar as ineficiências do mercado de forma mais eficaz e rápida.

Quais são as desvantagens da arbitragem financeira?

Ainda que arbitragem financeira seja considerada de baixo risco, ela não é livre de riscos e possui limitações, como:

  • Exigir um grande volume de capital, visto que você se beneficia de diferenças de preço muito pequenas;
  • As perdas podem ser significativas, sobretudo quando se usa alavancagem no mercado de ações. Por isso, revise seu perfil de investidor antes de utilizar essa estratégia;
  • É necessário ser extremamente responsivo, ter um hardware de computador robusto e rápido, além de uma boa internet para minimizar o risco de execução;
  • As chances de perdas financeiras também são possíveis caso você “falhe” no envio de suas ordens;
  • A taxa de câmbio de uma posição pode oscilar e anular o ganho que você poderia ter com a arbitragem no Trading;
  • Os custos de transação podem pesar (ou mesmo anular) os lucros;
  • Há também um risco de liquidez.

O que você deve lembrar sobre a arbitragem?

O principal objetivo do processo de arbitragem é permitir que os Traders utilizem as distorções de preço entre diferentes mercados ou instrumentos financeiros para gerar lucro. 

No entanto, os custos e riscos associados a esta estratégia de Trading, como o de liquidez e o risco operacional, também devem ser considerados para minimizar possíveis perdas.

Por este motivo, a arbitragem é destinada principalmente para Traders profissionais e institucionais.

Gostou desse conteúdo? Então continue conosco e saiba mais sobre o universo do Trading. Aproveite e confira os “7 passos para se tornar um trader independente”.

author

Maxime PARRA

Apaixonado pelo mercado financeiro, Maxime pratica day trading desde os seus 18 anos. Já ministrou mais de cem palestras e treinamentos em prestigiadas escolas de negócios e engenharia na Europa. Atualmente, ele é CEO da Syntax Finance, uma agência que acompanha as principais marcas do setor financeiro mundial em suas estratégias de marketing de conteúdo.

Conteúdos para ir mais longe

O que é Trading? [Guia do Trader iniciante de 2024]

Tudo o que você precisa saber sobre o Trading

O Trading consiste na compra e venda de ativos no mercado financeiro. Siga conosco neste guia gratuito destinado aos Traders.

25/02/2024
10 principais índices mundiais

10 principais índices mundiais

Você tem curiosidade em saber quais são os principais índices mundiais? Então você está no melhor conteúdo sobre o assunto..

23/02/2024
O que é e como funciona o TradingView, a plataforma de Trading

TradingView: a plataforma dos gráficos superpoderosos

Você acredita que as negociações no mercado financeiro podem ser acessíveis a todos? O TradingView é a plataforma que apresenta.

21/02/2024