Scalping: Guia para Iniciantes 2024 

scalping: o que é e como funciona

Até os investidores menos experientes já ouviram falar de Scalping, embora a maioria deles tenha dificuldade em explicar o significado da estratégia.  A técnica popular entre os Traders de Forex, também pode ser utilizada por quem opera no mercado de ações. 

Continue a leitura e saiba como se tornar um Scalper.

Aviso

O Trading expõe você a riscos de perda financeira exponenciais. Essa atividade é adequada para pessoas experientes, com perfil de investidor arrojado e, preferencialmente, com recursos financeiros que suportem os riscos e compreendam o funcionamento dos produtos negociados.

Altamente especulativas e particularmente complexas, as transações em instrumentos de câmbio (FOREX) e contratos por diferença (CFD) estão associadas a um nível ainda mais elevado de risco devido à possibilidade de alavancagem das posições.

Publicados para fins educacionais, os conteúdos do NewTrading não são, em nenhum caso, um aconselhamento em investimentos nem uma incitação a comprar ou vender ativos financeiros.

O que é Scalping?

Nos termos mais simples, o Scalping Trade pode ser descrito como uma estratégia de negociação baseada em análise técnica em tempo real.

Nele, as posições são mantidas no curtíssimo prazo, por no máximo alguns minutos, e encerradas assim que uma ligeira variação favorável é obtida. 

A ideia básica é lucrar com as pequenas variações do mercado. Grande parte dos adeptos ao Scalping operam alavancados, o que significa que as posições são superiores ao dinheiro real investido. 

Sendo assim, ao realizar o maior número possível dessas negociações vencedoras no curto prazo, é possível acumular um lucro maior no final do dia, ou seja, sempre no mesmo pregão. 

Para isso funcionar, o Scalper deve ser disciplinado e ter parâmetros de saída rígidos. Caso contrário, o risco de uma pequena perda pode comprometer toda a estratégia.

No Scalping, as ordens de proteção (stop loss) devem sempre estar habilitadas para evitar um descontrole imprevisto que pode trazer sérias consequências dado ao efeito de alavancagem.

Como funciona o Scalping?

O Scalping funciona executando negociações que trazem uma margem de lucro muito estreita por meio de pequenos movimentos dos preços dos ativos. 

Para você entender melhor, veja este exemplo:

Um aumento de R$50,00 no preço das ações pode ocorrer uma vez por ano. Por outro lado, uma variação de R$0,10 é bastante comum e ocorre quase diariamente para a maioria dos ativos. Esta diferença é a margem que o Scalping explora.

Essa diferença pode ser explorada aumentando o valor da posição, seja aplicando mais dinheiro ou usando alta alavancagem. Para diminuir os riscos, o Scalper, geralmente reduz o tempo de exposição de suas operações.

Afinal, quanto mais tempo um Trader mantém a sua posição, maior a probabilidade de perder dinheiro em uma negociação, devido à volatilidade do mercado e à alavancagem.

Ele deve, portanto, monitorar constantemente as suas posições através dos gráficos, a fim de encontrar os sinais com muita regularidade.

Por que usar Scalping em seus trades?

Benefícios do Scalping

  • Pequenos lucros, mas frequentes: uma das principais vantagens do Scalping é permitir que os investidores aproveitem as pequenas oscilações ao longo do dia e lucre com elas. Outras estratégias de investimento, como o Swing Trade, requerem que o investidor espere dias, semanas ou até meses para obter um retorno.
  • Risco limitado: como as operações de Scalping são de curta duração, o risco associado a uma única operação é geralmente menor se comparado a estratégias de longo prazo. Os scalpers não deixam posições abertas por muito tempo, o que pode limitar a exposição a mudanças repentinas e drásticas no mercado.
  • Benefícios de mercados voláteis: diferente de muitas outras estratégias, o Scalping pode se beneficiar de mercados voláteis. A volatilidade cria oportunidades para obter lucro com as flutuações de preço de curto prazo.
  • Independência das tendências de longo prazo: enquanto muitas estratégias de investimento dependem da identificação correta de uma tendência de longo prazo, os scalpers se concentram em movimentos de preços de muito curto prazo, que são menos dependentes das tendências de mercado.
  • Uso eficiente do capital: o Scalping pode ser uma estratégia de uso eficiente do capital, pois o dinheiro não fica preso em posições de longo prazo. Isso permite que os investidores utilizem seus recursos em várias operações ao longo do dia.

Limitações do Scalping

  • Exige tempo e atenção: cada operação de curto prazo necessita ser monitorada de perto para prevenir que pequenas perdas evoluam para prejuízos maiores.
  • Necessidade de alta liquidez: o Scalping funciona melhor em mercados líquidos. Nos mercados ilíquidos, pode haver derrapagens, o que prejudica a execução de ordens ao preço desejado.
  • Custos de transação: a frequência das operações pode levar a custos de transação mais altos, o que pode diminuir a rentabilidade geral.

Riscos de Scalping

  • Perdas rápidas: dada a natureza de curto prazo do Scalping, uma mudança brusca no mercado pode resultar em perdas substanciais. Notícias econômicas (especialmente aquelas de países com instabilidade política) podem causar maior volatilidade. Durante esse período, o preço dos ativos financeiros variam drasticamente em segundos; isso torna quase impossível definir um stop loss preciso.
  • Dependência de tecnologia: falhas técnicas, como problemas na conexão de internet ou atrasos no software de negociação, podem ter um impacto significativo no fluxo de ordens.
  • Risco de burnout: o ritmo acelerado do Scalping e a necessidade de atenção constante podem ser mentalmente exaustivos, afetando negativamente o desempenho do investidor a longo prazo.

Como abrir uma conta Scalping?

Scalping: qual corretora?

As contas de Scalping diferem das contas de investimento tradicionais. As corretoras devem oferecer recursos que atendem especificamente às necessidades dos Scalpers. 

Inicialmente, é importante escolher uma corretora que ofereça produtos úteis para esta estratégia, tais como Forex, ações, commodities, opções , criptomoedas, alavancagem e, acima de tudo, que não proíba ou limite as operações de Scalping.

Outras razões que justificam esta seleção são:

  • Custos de transação: no Scalping, devido ao grande volume de operações, as taxas e comissões cobradas pela corretora podem ter um impacto significativo na rentabilidade. 
  • Tecnologia de plataforma: o Scalping requer a execução de ordens de maneira rápida e eficiente. Os Traders devem optar por uma corretora com uma plataforma tecnológica robusta e confiável, que possa lidar com altos volumes de transações e oferecer execução instantânea de ordens.
  • Estabilidade de conexão: interrupções na conexão com a internet ou na plataforma de negociação podem ser desastrosas para os scalpers. Uma corretora com um histórico de fornecer conexões estáveis e confiáveis é uma escolha sábia para quem pratica Scalping.
  • Suporte ao Cliente: devido à natureza acelerada do Scalping, os problemas precisam ser resolvidos rapidamente. Uma corretora com um suporte ao cliente eficaz e responsivo pode fazer uma grande diferença.
  • Regulamentação: finalmente, é fundamental escolher uma corretora regulamentada por uma autoridade financeira respeitável. Isso assegura que a instituição financeira segue práticas comerciais justas e mantém o dinheiro dos clientes em segurança.

Cada corretora tem pontos fortes e vantagens, por isso é importante determinar prioridades e escolher as melhores condições.

Janela de entrada de pedidos no par Forex EUR/USD otimizado para Scalping

Como operar com Scalping?

Mercado e instrumentos financeiros: 

Critérios de seleção

Os mercados cujas características são particularmente interessantes para a prática do Scalping tem essas principais características: 

  • volatilidade suficiente do produto;
  • volumes e liquidez significativos;
  • uma ampla variedade de produtos;
  • a possibilidade de ter margem (seja por meio de uma conta ou derivativos alavancados);
  • honorários razoáveis.
  • Melhores mercados financeiros
  1. Mercado de Forex: o mercado de câmbio (Forex) é um dos mercados mais populares entre os scalpers devido à sua alta liquidez e volatilidade, além de estar disponível 24 horas por dia durante a semana.
  1. Mercados de ações: os scalpers frequentemente negociam no mercado de ações, aproveitando as flutuações de preços rápidas e frequentes que ocorrem ao longo do dia.
  1. Mercados Futuros: o mercado futuro, especialmente os contratos relacionados a índices de ações e commodities, é comumente usado por scalpers por sua alta liquidez e volume de negociação.
  1. Mercado de Criptomoedas: apesar da volatilidade, alguns scalpers operam no mercado de criptomoedas devido às oportunidades de lucro rápido que esses ativos voláteis podem oferecer.

Produtos financeiros preferidos dos Scalpers

  1. Pares de moedas líquidos: no mercado Forex, os pares de moedas mais líquidos, como EUR/USD, GBP/USD e USD/JPY, são ideais para Scalping devido à sua alta liquidez e baixo spread.
  2. Ações de grande capitalização: as ações de empresas de grande capitalização, com alto volume de negociação, são preferidas pelos scalpers, pois são mais líquidas e menos propensas a manipulações de preço.
  3. Contratos Futuros: os contratos futuros de índices de ações, como o S&P 500, e commodities, como petróleo e ouro, são ideais para Scalping devido à sua liquidez e volatilidade.
  4. ETFs: alguns scalpers optam por negociar Exchange Traded Funds (ETFs), particularmente aqueles que acompanham índices amplos, devido à sua liquidez e baixos custos de transação.
  5. Criptomoedas: moedas digitais como Bitcoin e Ethereum, apesar de sua alta volatilidade, podem ser adequadas para Scalping devido à possibilidade de grandes movimentos dos preços dos ativos em curtos períodos de tempo.

Recursos e background para o Scalping

Capital inicial

Iniciar operações financeiras utilizando a estratégia de Scalping pode variar bastante em termos da quantidade de dinheiro necessária, dependendo do mercado em que você está operando e das políticas específicas da sua corretora. 

Aqui estão alguns insights para você entender melhor como começar a operar como Scalper:

  • Mercado Forex:

No mercado Forex, muitas corretoras oferecem alta alavancagem, o que significa que você pode negociar volumes muito maiores do que o seu depósito inicial. 

Por exemplo, com uma alavancagem de 100:1, um depósito de $1.000 permite que você negocie até $100.000. Isso torna o Forex atraente para os scalpers, pois eles podem fazer muitas negociações e ter um retorno razoável.

No entanto, a alavancagem também aumenta o risco. Então, é crucial entender como ela funciona e usá-la com cuidado.

Apesar da possibilidade de começar com uma pequena quantia, como $500 ou $1.000, muitos scalpers profissionais recomendam ter pelo menos $5.000 a $10.000 para permitir uma gestão de risco adequada.

  • Mercado de ações:

No mercado de ações, as necessidades de capital podem ser significativamente mais altas do que no Forex. 

Nos Estados Unidos, por exemplo, a Regra de Negociação da Financial Industry Regulatory Authority (FINRA) requer que os day Traders mantenham um mínimo de $25.000 em sua conta de corretagem se eles realizarem quatro ou mais operações de day Trading em cinco dias úteis.

O Scalping no mercado de ações também envolve transações frequentes, o que significa que os custos de comissão podem se acumular rapidamente. Portanto, ter um capital inicial maior pode ajudar a absorver esses custos.

BOM SABER

Independentemente do mercado escolhido, a estratégia de Scalping exige experiência, tempo e dedicação. Começar com uma conta de demonstração é uma boa maneira de aprender e praticar sem arriscar dinheiro real.

Conhecimento e habilidades

Os Traders que praticam Scalping precisam de um conjunto de competências para navegar nas complexidades do mercado financeiro e para implementar efetivamente essa estratégia de Trading. Aqui estão algumas delas:

  • Análise técnica: os scalpers precisam ser proficientes em análise técnica, que envolve a interpretação de gráficos de preços, identificação de padrões e uso de indicadores técnicos.
  • Gestão de risco: determinar o tamanho apropriado das posições, estabelecer pontos de entrada e saída claros e saber quando sair de uma posição para minimizar perdas são habilidades imprescindíveis ao Scalping. O Trader pode optar pela automatização para garantir precisão e agilidade neste gerenciamento.
  • Disciplina e controle emocional: os scalpers bem-sucedidos são disciplinados, mantêm o controle emocional mesmo sob pressão e aderem consistentemente ao seu plano de negociação.
  • Rapidez e decisão: os scalpers precisam ser capazes de reagir instantaneamente às mudanças do mercado, fazer cálculos rápidos e executar operações em segundos.
  • Conhecimento do mercado: entender as horas de negociação, os níveis de volatilidade, os eventos econômicos que podem afetar os preços e a dinâmica específica do mercado são atividades que fazem parte da rotina de um scalper.
  • Recursos tecnológicos: nos dias atuais, o uso de bons software de negociação e algoritmos faz parte de uma postura dos Traders de sucesso adeptos ao Scalping 

Essas habilidades e conhecimentos não são adquiridos da noite para o dia. Requerem tempo, prática e experiência para desenvolver e aperfeiçoar. 

O caminho para se tornar um scalper bem-sucedido envolve aprendizado contínuo e adaptação constante às mudanças do mercado.

Análise Gráfica

Os scalpers costumam usar a análise de gráficos para encontrar os pontos de entrada e saída da posição.

Seus gráficos geralmente têm as seguintes características:

  • Escala de tempo: tick, M1, M5 e M15;
  • Gráficos de velas japonesas.

O Candlestick ou gráfico de candles (velas, em tradução literal), oferece muitas informações e pode fornecer sinais por conta própria.

As unidades de tempo usadas pelos Day Traders variam de M1 (cada castiçal representa 1 minuto) a M15. No entanto, o Trader pode visualizar os gráficos com unidades de tempo maiores para obter uma visão geral das tendências.

Também pode utilizar ticks (possíveis programações como 100 ticks por minuto, por exemplo) que criam uma vela a cada variação de preço, dentro do limite definido.

Indicadores técnicos

A melhor maneira de identificar oportunidades de Scalping é usar indicadores que ilustram o movimento dos preços em tempo real.

Ao contrário de outras estratégias de negociação, é importante usar indicadores avançados, afinal quando um indicador atrasado identifica uma tendência, pode ser tarde demais para alcançá-lo. 

Aqui estão alguns dos melhores indicadores para Scalping:

  • Média Móvel Simples (SMA): em um gráfico de 10 minutos, o SMA pode usar preços de fechamento recentes para indicar rapidamente se há valorização ou não.

Gráfico de velas com médias móveis. 

  • Parada e Reversão Parabólica (PSAR): este indicador coloca pontos abaixo do preço quando o ativo está em alta e, em seguida, coloca pontos acima do preço quando a tendência é de baixa. Quando a tendência para e reverte, os pontos se movem da parte inferior para o topo do gráfico, sinalizando que é hora de assumir uma posição. 
  • Oscilador estocástico: usado para identificar o momentum da negociação. Para entender melhor: em um par de moedas que está sobrecomprado ou sobrevendido, é possível tomar uma posição pouco antes de ocorrer o movimento do preço.

Scalping: qual é o perfil de investidor?

O Scalping é uma tática de investimento intensiva que se adequa melhor a um perfil de investidor arrojado, adepto ao day trade e a diversificação de seu portfólio com ativos de renda variável.

 Aqui estão três atributos centrais que delimitam o perfil ideal de investidor para o Scalping, com ênfase na natureza audaciosa do investidor:

Apetite de risco

Investidores arrojados são caracterizados por sua disposição para assumir riscos maiores em busca de retornos mais elevados. 

O Scalping, que se baseia na realização de numerosas transações em um período curto para capitalizar pequenas flutuações de preços, se encaixa nesse perfil. 

Apesar dos lucros por negociação serem relativamente pequenos, as perdas podem acumular rapidamente, devido principalmente à alavancagem. Nesse sentido, uma única perda pode anular todos os benefícios do dia.

Sendo assim, investidores arrojados, com alta tolerância ao risco, tendem a prosperar nesse ambiente. Eles estão confortáveis com a volatilidade do mercado e dispostos a assumir riscos calculados.

Com efeito, para preservar o seu instrumento de trabalho e o seu capital, o scalper deve aplicar um gerenciamento de risco rigoroso e organizado. 

Disponibilidade

Investidores arrojados, que muitas vezes estão dispostos a dedicar tempo substancial para maximizar os retornos, são uma combinação ideal para essa estratégia. 

O Scalping requer várias horas por dia monitorando o mercado e fazendo negociações, e um investidor arrojado estará disponível para reagir prontamente às mudanças do mercado e flexível para ajustar suas estratégias conforme necessário.

Apesar da regra ser a disponibilidade diária do investidor, é possível praticar Scalping com um tempo dedicado limitado, adaptando sua estratégia e utilizando principalmente da tecnologia aplicada ao Trading.

Experiência

Scalping é uma tática complexa que exige uma compreensão profunda dos mercados financeiros e sólidas habilidades de análise técnica. Assim, é mais adequado para investidores arrojados com experiência significativa.

Esses investidores precisam compreender a dinâmica do mercado, interpretar gráficos de preços, utilizar indicadores técnicos e gerenciar riscos de maneira eficiente. 

Eles também devem ter experiência suficiente para tomar decisões sob pressão e lidar com as emoções intensas que podem surgir durante o Scalping, como estresse e ansiedade.

Pode levar pelo menos um ano até estar totalmente preparado para o Scalping, de preferência com experiência prática dos mercados acumulada ao longo de operações em períodos de crise, alta volatilidade e diferentes tipos de produtos.

Scalping: como otimizar a sua estratégia?

Otimizar a sua estratégia de Scalping é fundamental para maximizar os lucros e minimizar as perdas. Aqui estão algumas maneiras de aprimorar a sua abordagem:

Gerencie seus resultados

Os scalpers devem monitorar de perto seus lucros e perdas, ajustando suas estratégias conforme necessário para maximizar os ganhos. 

Manter um diário de Trading é uma maneira eficaz de rastrear suas atividades e melhorar sua estratégia de Scalping. Nele, você pode registrar cada operação, incluindo detalhes como a hora, o preço de entrada e saída, o lucro ou a perda e a razão para a negociação. 

Esta ferramenta pode ajudar você a identificar padrões, entender as suas decisões e refinar sua estratégia ao longo do tempo.

Outra ideia é a definição de metas claras de lucro, a implementação de stops loss para proteger seu capital e a adaptação contínua da sua estratégia com base no desempenho.

Automatize a sua estratégia

O Scalping é uma estratégia de negociação de alta frequência que requer decisões rápidas e precisas. Portanto, muitos scalpers recorrem à automatização para ajudá-los a executar negociações de forma mais eficiente.

Usar um robô de Trading ou um algoritmo para automatizar as suas operações de Scalping pode permitir que você faça negociações mais rapidamente e com maior precisão, melhorando assim os seus resultados.

Aumente o seu desempenho

Para aumentar o desempenho no Scalping, é crucial continuar aprendendo e aprimorando suas habilidades.

 Isso pode envolver o estudo de novos indicadores técnicos, o aprendizado de diferentes estratégias de Scalping ou a prática de suas habilidades em uma conta de demonstração. 

O cuidado com a saúde física e mental também pode melhorar sua performance, pois o Scalping pode ser estressante e requer concentração intensa.

O que você precisa lembrar sobre Scalping

O Scalping é uma das estratégias possíveis no Trading para render bons lucros mesmo num curtíssimo espaço de tempo.  Para isso, o investidor deve conhecer profundamente o mercado financeiro, ter habilidades sólidas de análises técnicas e um alto grau de disciplina.

Aqui estão os passos essenciais para a operação com Scalping:

1. Escolha o mercado e os ativos certos: volatilidade e a liquidez necessárias são características marcantes para os movimentos rápidos que caracterizam o Scalping. Se familiarize com os ativos e o mercado que você planeja negociar: conheça os horários de negociação e a forma como reagem a eventos de notícias. 

3. Desenvolva uma estratégia: defina seus pontos de entrada e saída, a quantidade de risco que você está disposto a assumir e seus objetivos de lucro. 

4. Implemente ferramentas de análises técnicas:  gráficos de candle, médias móveis, Bandas de Bollinger, MACD e outros indicadores: esses recursos ajudam a identificar tendências, níveis de suporte e resistência e sinais de compra ou venda.

5. Mantenha a disciplina: o Scalping requer uma execução rápida e precisa. Uma vez que você decida entrar em uma posição, você deve seguir sua estratégia à risca. Isso significa definir stops loss para proteger seu capital e também tomar lucros quando seus objetivos forem alcançados.

6. Monitore o mercado: centenas de operações ao longo do dia ocorrem na mesa de um Scalper. Isso requer monitoramento constante para identificar oportunidades e reagir rapidamente diante de cenários desfavoráveis. Por isso, a tecnologia é uma grande aliada do Scalper.

7. Revise e ajuste sua estratégia: anote todas as suas negociações, observe o que funcionou e o que não funcionou e faça ajustes conforme necessário.

Lembre-se, o Scalping é uma estratégia de negociação intensiva que pode ser arriscada. Tenha um gerenciamento de risco sólido para ter sucesso.

author

Maxime PARRA

Apaixonado pelo mercado financeiro, Maxime pratica day trading desde os seus 18 anos. Já ministrou mais de cem palestras e treinamentos em prestigiadas escolas de negócios e engenharia na Europa. Atualmente, ele é CEO da Syntax Finance, uma agência que acompanha as principais marcas do setor financeiro mundial em suas estratégias de marketing de conteúdo.

Conteúdos para ir mais longe

Backtesting de uma estratégia de Trading: Guia Completo

Backtesting: o simulador de voo dos Traders

Melhor prevenir do que remediar. Se investir em uma conta de demonstração já é uma ferramenta poderosa para progredir sem.

05/02/2024
Pullbacks: Entendendo e Utilizando-os no Trading

Pullback: Entendendo as Oscilações do Mercado

Se a imagem de um navio navegando rapidamente sobre as ondas ilustra perfeitamente a forte tendência de um mercado, observar.

02/02/2024
Trading Heikin Ashi: operando com candles 2.0

Heikin Ashi: como operar com candles 2.0

As famosas velas japonesas, bastante conhecidas pelos Traders, apresentam uma grande falha: elas não filtram o ruído do mercado. Isso.

01/02/2024